Serviço de Dragagem de berços de atracação é retomada no Porto de Santos

O serviço de dragagem de manutenção de berços de atracação começou a ser realizado no Porto de Santos, no litoral de São Paulo. A empresa DTA Engenharia, por meio de equipamentos, está executando o serviço desde o último sábado (30). Os trabalhos começaram pelos berços de atracação da Brasil Terminal Portuário (BTP), na margem direita do Porto.

Os dois equipamentos que fazem o serviço de dragagem chegaram no cais santista na semana passada. Depois, foi realizada a inspeção dos equipamentos pela Marinha do Brasil e emitido o termo de recebimento do serviço realizado pelo Departamento de Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

De acordo com a Santos Port Authority (SPA), os trabalhos foram iniciados no sábado e são realizados no período entre a saída de um navio e a entrada de outro, quando o berço está livre, para permitir o mínimo de impacto nas atracações.

Segundo o presidente da SPA, Fernando Biral, a obra será realizada sem que aconteçam interferências nas operações. “O novo ciclo de dragagem assegura pelos próximos 24 meses as condições de navegação e atracação para que os operadores portuários em Santos possam desempenhar com eficiência o seu importante papel na logística nacional”, afirmou o presidente, por meio de nota.

O contrato com a DTA foi assinado em 8 de janeiro, mas estava sub judice. A liminar que impedia o início dos trabalhos foi cassada no dia 23 de abril e, no dia 29 de abril, foi assinada a ordem de serviço para a mobilização dos equipamentos de berços.

O contrato é válido por 24 meses e visa a manutenção das profundidades do canal de navegação e berços de atracação do Porto de Santos, necessário garantir cotas mínimas para a navegação. A projeção da SPA é que, uma vez iniciado o serviço, a profundidade de projeto desses berços seja recuperada em até duas semanas.

Fonte: G1 – Santos e Região